Este é o Predator, um dos vírus Android mais perigosos deste 2023

Índice
  1. "Predator" é um dos malwares mais perigosos que vimos no Android ultimamente. Descubra como funciona e como se proteger dela.
  2. "Predator" foi capaz de explorar até 5 vulnerabilidades de "dia zero"

"Predator" é um dos malwares mais perigosos que vimos no Android ultimamente. Descubra como funciona e como se proteger dela.

você pode gostar 💪👉Como gravar chamadas no Android 11 sem aplicativos
Este é o Predator, um dos vírus Android mais perigosos deste 2023
O malware, conhecido como Predator, é capaz de gravar chamadas, coletar dados de aplicativos de mensagens e muito mais.

Seu nome, "Predador"já nos dá algumas pistas sobre os perigos da novo malware direcionado para a plataforma Android descoberta pelo grupo de pesquisadores especializados em segurança de Cisco, Talos. Especialistas detalham como agir esse spyware capaz de se infiltrar nos dispositivos das vítimas para coletar mensagens de texto de aplicativos como WhatsApp, gravar chamadas telefônicas e até mesmo capturar sons ao redor do celular através do microfone.

você pode gostar 💪👉Como mover todas as fotos do Android para o cartão SD

O malware foi vendido pela empresa Cytrox a vários governos ao redor do mundo, incluindo os da Armênia, Egito, Grécia, Indonésia, Madagascar, Omã, Arábia Saudita e Sérvia, e teria sido usado com o objetivo de espionar jornalistas ou membros da oposiçãoalgo que já aconteceu no passado por meio de ameaças como Pegasus ou Hermit.

você pode gostar 💪👉Pagar a conta em grupos ficará mais fácil com o novo Google Pay

Embora o malware já estivesse operando há algum tempo, não foi até agora que os pesquisadores tiveram acesso ao seu código. Assim, descobriu-se que é um Software direcionado ao Android que tem a capacidade de contornar alguns dos sistemas de segurança críticos do sistema operacional, como o SELinux.

você pode gostar 💪👉um jogo de quebra-cabeça com muita magia

"Predator" foi capaz de explorar até 5 vulnerabilidades de "dia zero"

Já em 2022, pesquisadores do Threat Analysis Group do Google relataram a existência do Predator. Eles revelaram que o malware foi capaz de explorar até cinco vulnerabilidades de "dia zero"e seus criadores venderam o exploit em um único pacote para atores apoiados pelo governo, que o usaram em todo o mundo. três campanhas diferentes.

você pode gostar 💪👉Esta alternativa gratuita ao YouTube tem a melhor reprodução em tela inteira

Os especialistas do Talos revelaram que o malware consiste em duas partes, PREDADOR e ALIENsendo este último o software responsável por carregar o Predator nos dispositivos das vítimas e implementar o capacidades de baixo nível que o spyware necessários para realizar tarefas de vigilância.

Outros componentes adicionais também foram descobertos, dotados de capacidades de espionagem, incluindo gravação de áudio e coleta de dados de aplicativos como WhatsApp, Signal ou Telegram, entre outros. eu também seria capaz de ocultar aplicativos instalados e impedir que alguns aplicativos sejam executados ao reiniciar o dispositivo.

Entre os alvos do Predator, destaca-se Ayman Nour, membro da oposição política egípcia que vive exilado na Turquia. O malware também pode ser encontrado no dispositivo de um jornalista egípcio exilado.